Bom gosto deve ser compartilhado!

Café Gourmet


Pão Roginho: quase italiano

Posted on novembro 30, 2007 by Alroger Filho

Pao quase italianoPão Roginho:

  • 2/3 Copo Leite
  • 1/2 Copo Cerveja Skol/Antarctica.
  • 1 Kg de Farinha de trigo (vai sobrar).
  • 15g de fermento biológico.
  • 2 colheres de manteiga com sal.
  • 1/2 colher de pimenta do reino.
  • 1 colher de açúcar.
  • 1 colher de sal.
  1. Comece colocando na batedeira o fermento, o açúcar e manteiga. Adicione o leite quente e mexa para derreter a manteiga e fermento. Deixe fermentar um pouco…
  2. …enquanto isso peneire 1/2Kg ou um pouco mais de farinha de trigo com a pimenta do reino.
  3. Comece a bater a mistura, adicionando a farinha aos poucos. Quando começar a grudar na batedeira, adicione a cerveja morna e o sal (o sal no inicio pode atrapalhar a fermentação com o leite). Volte a adicionar a farinha até onde a batedeira aguentar, formando uma massa lisa, homogênea e densa.
  4. Quando a batedeira não der mais conta (quem me dera ter uma Planetário profissional), desligue, retire tudo e coloque na mesa, adicionando farinha na mão aos poucos, sovando a massa ate que ela pare de grudar na mesa e nas mãos.
  5. Forme uma bola de massa, cubra com pano e coloque dentro do forno desligado para fermentar durante uns 40 minutos.
  6. Depois de praticamente dobrar de tamanho, divida a massa, e forme 2 bolas homogêneas, passando mais farinha conforme necessário para não grudar.
  7. Agora unte 2 assadeiras com azeite jogando farinha por cima. Coloque 1 bola em cada assadeira, cubra com pano e deixe novamente no forno desligado por mais 30 minutos fermentando.
  8. Remova as assadeiras do forno e ligue ele para pré-aquecer uns 5 minutos.
  9. Passe com uma papel toalha um pouco de agua gelada sobre as bolas, para fazer uma casca crocante e faça um fino e pequeno corte em X (ou qualquer outra invenção) no topo das bolas. Elas ainda crescerão no forno, o X serve para “guiar” essa expansão e formar rachaduras tipo pão italiano. Coloque algumas gotas de azeite no meio do X e leve ao forno, deixando em fogo baixo assando bem devagar para não queimar por fora e deixar crú por dentro, mais ou menos 45 minutos.
  10. Quando achar que estiver crocante por fora está pronto. Basta desligar o forno e deixar os pães ainda no forno até completar os 45mins ou 1 hora.
  11. Polvilhe um pouco da farinha por cima para dar um charme e sirva quentinho!

Dicas e Recomendações:

  • Paciência é um virtude!
  • Pelo menos na primeira vez, preste atenção, sinta o cheiro, observe a evolução. Sim você pode abrir o forno, inclusive para não deixar assar muito rápido. Ele continua fermentando…
  • Deixe sempre o sal para o final. Regra geral! Neste caso, o açúcar ajuda a fermentar, o sal retarda a fermentação!
  • Até onde experimentei, quanto mais deixar a massa descansando e fermentando, melhor. Os tempos sugeridos acima são os mínimos recomendados.
  • Tá bom, você está imaginando aquele pequeno pão italiano individual para fazer suas experiências ou colocar sua sopa dentro… então pode dividir um dos pães em 2. Asse o maior em cima, e os menores embaixo (assam mais rápido e podem queimar embaixo).

Substituições e experiências:

  • Na verdade esta receita já foi adaptada para uma experiência do dia a dia. Na primeira, que também recomendo, foi usada 1 colher de levedo de cerveja em pó e um pouco mais de leite, ao invéz do copo de cerveja. Mas em caso de emergência, na casa da sogra, já fiz a adaptação.
  • Experimente adicionando Polvilho Azedo a farinha para deixar um pouquinho mais azedo. Tentativa de deixar mais parecido com os pães Italianos.
  • Ovos! Experimente com 1 ovo ao bater a mistura. Experimente a receita com mais açúcar, sem sal e sem pimenta do reino, pincelando ovo e açúcar em cima – pão doce!
  • Já fiz um pão doce e roxo, seguindo as dicas acima e batendo o leite com amoras! (e a manteiga sem sal derretendo em cima…)
  • Não tem azeite? Recomendo óleo de Canola. Não gosto de oelo de soja.

Observações:

  • Gente, o pão italiano é muito mais trabalhoso que isso. Pra ficar com aquele gostinho azedinho e tudo mais ele precisa de uma fermentação natural, demorada e forte.
  • Eu também não imaginava, mas o pão italiano contém uma boa quantidade de pimenta do reino. Mas cuidado para não exagerar!
  • Esta receita saiu de minhas tentativas instintivas de fazer um pão italiano, que adoro. Depois de tentar e tentar, pesquisei e li a respeito. Não é nada fácil de se fazer em casa. Quando eu fizer, compartilharei minha experiência por aqui!

Alroger Filho (Roginho)

1 Trackbacks/Pingbacks

  1. 06 10 09 09:14

    Café Gourmet | O pão que o diabo não amassou

2 to “Pão Roginho: quase italiano”

  1. catia says:

    mmmmmmmmmmmmmm






↑ Top